Será que sou bipolar?

Fig.sou bipolar?

Muitas pessoas se perguntam se tem transtorno bipolar e isso é tema de algumas conversas minhas em festas de aniversário ou encontros com amigos: “Por vezes tô super bem, mas às vezes tô super depressivo e para baixo. Será que eu sou bipolar?”

“Por vezes tô super bem, mas às vezes tô super depressivo e para baixo. Será que eu sou bipolar?”

Mas afinal, o que é o transtorno bipolar? O transtorno bipolar é um problema psiquiátrico que atinge de 2 a 4% da população e se caracteriza por episódios de euforia (ou irritação) e episódios depressivos. Naturalmente, euforia, irritação e sintomas depressivos são fenômenos comuns e que todos os seres humanos experimentam em algum grau.

A questão central aí é o tempo em que esses episódios duram. Estar triste de manhã e eufórico à noite não significa que alguém tenha transtorno bipolar. No transtorno bipolar, a pessoa passa por episódios depressivos e de mania (euforia ou irritação) geralmente longos (durando semanas ou meses) e de grande intensidade de sintomas.

“Estar triste de manhã e eufórico à noite não significa que alguém tenha transtorno bipolar”

Os episódios depressivos compreendem necessariamente desânimo ou tristeza, associada a mais alguns dos seguintes sintomas: diminuição de concentração (ou de capacidade de pensar), sentimentos de culpa (ou baixa autoestima), falta de energia, agitação (ou por vezes lentificação), sono ruim (aumentado ou diminuído), apetite alterado (para mais ou para menos) e pensamentos de morte, chegando até por vezes à perda da vontade de viver. Enquanto a experiência dos sintomas depressivos é relativamente conhecida pelo público leigo, os sintomas de mania são bem pouco falados.

Os episódios de mania (ou de hipomania) se caracterizam por humor eufórico ou irritável, loquacidade (falar excessivamente), autoestima exagerada, sensação de ideias correndo, aumento de atividades, atividades de risco (amorosas, financeiras etc), distraibilidade, diminuição de sono. Comumente, a pessoa sente-se excessivamente entusiasmada, com alegria contagiante e pode fazer amizade com estranhos por ser extremamente sociável. Ideias grandiosas são frequentes, bem como planos mirabolantes que estão além das possibilidades da pessoa acometida. Este quadro florido é descrito nesta cena do filme Mr. Jones e a partir de 0:46 deste vídeo.

Para se diagnosticar o transtorno bipolar, é necessário ter tido ao menos um episódio de mania (ou hipomania, episódio de “mania leve”): a) por tempo maior do que 4 dias e b) em intensidade que gere problemas à pessoa.

“O diagnóstico de transtorno bipolar muitas vezes é difícil”

Muitas vezes, fazer o diagnóstico de transtorno bipolar é difícil, pois os sintomas podem ser confundidos com características de personalidade ou sintomas ansiosos. Enquanto a depressão leve pode ser identificada (e mesmo tratada) por médicos generalistas e psicólogos, a complexidade do transtorno bipolar requer um bom psiquiatra para o diagnóstico e tratamento corretos.

Em suma, o transtorno bipolar pode ser de difícil diagnóstico e as variações de humor durante o dia podem ser mudanças normais do afeto das pessoas. Um bom psiquiatra é a pessoa qualificada para dizer se alguém tem ou não transtorno bipolar.

Envie perguntas e sugestões para rafaeldesousablog@yahoo.com

Anúncios

8 comentários em “Será que sou bipolar?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s